Como devemos conservar os alimentos?

Conservar os alimentos
Conservação de alimentos

De acordo com a Organização das Nações Unidas, 1/3 da produção alimentar mundial vai parar no lixo.

Evitar o desperdício é essencial para reverter esta situação.

Mesmo nós, em nossas casas desperdiçámos comida e nem nos apercebemos. Por isso mesmo deixo algumas dicas de como reaproveitar os alimentos de forma prática e inteligente.

Como conservar os alimentos?

Existem várias técnicas de conservação de alimentos para que eles não se estraguem, não percam o seu valor nutritivo, nem sofram nenhum tipo de alteração.

Estas sugestões são as mais usadas e oferecem um vasto leque de oportunidades para o uso na cozinha e diversidade na confecção das refeições.

  • Conservas

Muitos alimentos podem ser armazenados em conservas.

Além de permanecerem “frescos” por mais tempo, ganham uma consistência diferente e dão um toque a mais em muitas receitas.

Neste processo de preservação todas as bactérias são mortas, por isso, é necessário utilizar potes de vidro esterilizados e ter cuidado para não usar talheres que possam contaminar.

Existem muitas opções de processos para a fabricação de conservas. Variam de acordo com o gosto e o alimento utilizado, que pode ser frutas, legumes ou vegetais. O mais comum é o uso do vinagre mas pode ser de bebidas com álcool.

  • Desidratação

Esta é a maneira mais prática de conservar alimentos. Ao secá-lo tornas mais difícil a proliferação bactérias.

Existem equipamentos específicos para a desidratação, mas também é possível realizar o processo utilizando apenas o forno a baixa temperatura.

Esta opção é ideal para frutas e legumes, mas também pode ser aplicada em carnes.

  • Vácuo

O vácuo é outra forma de conservar os alimentos.

Esta técnica consiste em manter os alimentos na embalagem em vácuo.

Como não há ar, os microrganismos não sobrevivem. Isso contribui para a conservação dos alimentos por longo tempo.

  • Refrigeração e congelação

Para refrigerar os alimentos normalmente é utilizado o frigorífico, onde os alimentos são submetidos a baixas temperaturas mas superior a 0°C. Esse processo conserva-os por poucos dias, variando o prazo de um alimento para o outro.

A congelação ocorre em temperatura abaixo de 0°C.

No congelador os alimentos são submetidos a uma variação de temperatura entre -10 °C e -30 °C.

As baixas temperaturas apresentam condições ambientais desfavoráveis. Isso dificulta o desenvolvimento dos microrganismos responsáveis pela decomposição, ou seja, pelo apodrecimento dos alimentos.

 

Para que servem a informação das estrelas que marcam os frigoríficos e congeladores?

O número de estrelas define o prazo máximo de conservação dos alimentos nos congeladores, de acordo com as temperaturas atingidas no interior dos mesmos.

Existem diversas capacidades de congelação, sendo que a maioria dos modelos disponíveis do mercado já são de quatro estrelas.

Tipos de congeladores presentes no mercado

(*) Uma estrela – temperatura até – 6ºC. Conserva os alimentos durante 1 semana.

(**) Duas estrelas – temperatura até – 12ºC. Conserva até 1 mês.

(***) Três estrelas – temperatura até – 18ºC. Permite conservar até 1 ano.

(****) Quatro estrelas – temperatura entre – 18º e – 24ºC. Os únicos que permitem congelar alimentos.

O fator tempo é decisivo: quanto mais frescos forem congelados os alimentos, melhor.

Se o aparelho tiver a função de congelação rápida, deves acioná-la quando se tratar de alimentos que estavam à temperatura ambiente.

Arruma de imediato os produtos congelados no congelador.

Dentro do congelador, o local onde colocas os alimentos, é indiferente porque a temperatura é constante e uniforme.

Nunca introduzas alimentos quentes diretamente no congelador.

No caso de cozinhados líquidos, não enchas o recipiente até cima. Os alimentos dilatam com a congelação, podendo acabar por abrir e verter.

Congelação de Vegetais e legumes

A congelação de vegetais e legumes é uma boa alternativa para serem guardados e conservados por mais tempo mantendo seus nutrientes. Quando congelados corretamente, os legumes duram em média de 6 meses, e os temperos como alho e cebola, 1 mês.

Congelar os legumes é útil para aproveitar as sobras ou os legumes e frutas da época, além de facilitar a preparação de refeições rápidas.

O tipo de congelação é específico para cada vegetal porque uns podem ser congelados crus enquanto outros precisam de ser cozidos ou escaldados.

Da mesma forma que alguns, depois de serem congelados, só podem ser cozidos ou refogados.

O que fazer para poderem ser congelados por mais tempo?

Prepara os alimentos

Certifica-te que os alimentos estão em boas condições.

Prepare-os. Corta-os como preferires para depois os usares dessa forma.

Lava-as com água abundante e elimina as partes não comestíveis.

Depois, mergulha-as durante um ou dois minutos em água a ferver. Destruirá as enzimas (as principais responsáveis pela degradação do alimento), reduzirá o número de microrganismos e conseguirá manter a cor. Por fim, passa-as por água fria ou coloca numa bacia com gelo. Seca-as muito bem (se forem congeladas com excesso vai deixá-los moles depois de descongelados) e congela-as.

Segue uma tabela onde podes confirmar como fazê-lo.

Alimento Congelado Para congelar Preparação culinária
Cebola, salsa Lavar e picar Saladas ou preparação de alimentos
Manjericão Escaldar Saladas ou molhos
Cenoura, pimentão, vagem, brócolos, espinafres Lavar, cortar e escaldar Saladas, refogadas, sopas.
Batata, batata-doce, abóbora Lavar, cortar e escaldar Cozidos, assados, sopas, puré ou batatas fritas
Tomate Lavar Molhos ou refogados
Beterraba Lavar e escaldar Cozidos ou sopas
Beringela Lavar, cortar e escaldar Saladas refogadas ou sopas
Couve, abobrinha, nabo Lavar, cortar e escaldar Saladas refogadas, sopas ou cozidos
Feijão Cozinhar e congelar com caldo Temperar e aquecer até ferver
Milho, ervilha Lavar e escaldar Saladas refogadas, molhos

Como embalar os legumes para congelar?

Os legumes podem ser embalados em sacos de congelação ou noutros recipientes.

Deve-se embalar doses individuais (só a quantidade que depois irá ser utilizada porque os legumes colam-se uns aos outros).

Retirar o ar todo do saco ou recipiente e fechar bem.

E como se congela carne e peixe?

No caso da carne, retira os ossos, a gordura e os tendões.

O peixe tem de ser limpo e escamado, as tripas retiradas e a cabeça lavada.

Carne ou peixe, corta logo no tamanho que pretendes para cozinhar.

Consumir até quando?

Antes de congelares alimentos frescos, identifica-os no saco e escreve a data de congelação.

Consume primeiro os mais antigos. Confirma o período máximo de conservação no congelador (a -18ºC):

Frutos (pêra, maçã, morangos)  e legumes (cenoura, abóbora) cozidos e arrefecidos: 12 meses.

Bifes de vaca, salsichas frescas, frango e peru: 10 meses.

Queijos: 8 meses.

Pão, massa folhada ou quebrada, bolachas, carne de porco, coelho e peixe: 6 meses.

Massas para pão e pizas, tartes de fruta, peixe gordo, marisco, sopas, sobras de pratos cozinhados (lasanha, bacalhau com natas): 3 meses.

Hambúrgueres, carne picada, carne de porco gorda (toucinho): 2 meses.

Bolos com creme: 1 mês.

Como descongelar?

Os legumes devem ser descongelados antes de serem utilizados e a melhor forma de fazer é coloca-los no frigorífico no dia anterior. Para ser mais rápido, devemos por o saco em água fria.

Pode-se também descongelar no micro-ondas mas com atenção porque pode cozer em algumas partes.

As ervas podem ser colocadas directamente no tacho ainda congeladas.

Uma vez descongelado, deverás consumir os alimentos o quanto antes.

Não deves congelar um alimento duas vezes: perde as propriedades nutritivas.

Boas escolhas!

Sobre susanasilva 134 artigos
Sou a Susana, sou casada e tenho 2 filhos, um casal. Moro em Mafra mas sou do Porto. Pensei em criar este blog a pedido de amigos que gostam do que cozinho. Gosto de cozinhar mas não gosto de perder tempo na cozinha. Gosto de refeições fáceis, rápidas, saborosas e para além disso, que não sejam dispendiosas. Quero mostrar que as marcar brancas dos supermercados para além de serem mais baratas são tão boas ou melhores que as de marca própria. Compro tudo o que é possível de marca branca, experimentei os produtos de todos os supermercados, fiz comparações e sei quais os melhores produtos. Cozinho de tudo e como de tudo, o que ajuda.

Seja o primeiro a comentar

Escreve o teu comentário